Morte trágica de professora causa comoção e população pede justiça em Nova Alvorada do Sul

0

A morte trágica da professora Cleodete de Albuquerque de 41 anos na noite de ontem no bairro Maria de Lourdes causou comoção na população Sulnovaalvoradense. Conforme comentários que circulam pelas redes sociais a população se comoveu com a tragédia e clama por justiça.

Luto – Nas redes sociais, o Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação) de Nova Alvorada do Sul lamentou a morte da professora. “Com muita tristeza que comunicamos o falecimento da professora Cleo em um terrível acidente no perímetro urbano da cidade. Um desrespeito ao trânsito tirou a vida de uma pessoa maravilhosa que deixará muita saudade”, diz publicação na página da instituição, no Facebook.

Através das redes sociais, amigos e familiares prestam homenagens para Cleodete, amigos comentaram na última publicação da professora Cléo no Facebook e destacam a saudade que fica. “E desse sorriso que irei lembrar para sempre, obrigada pela doce pessoa que você foi, pela missão especial na terra que você fez, obrigada por cada ensinamento, cada conselho e até mesmo pelas broncas quando a aluna aqui estava precisando de uns puxões de orelha. Difícil acreditar, te vi duas vezes essa semana com um sorriso lindo e brilho no olhar, que apesar da correria da vida nunca deixava de cumprimentar quem conhecia, uma mulher cativante com a vida toda pela frente partir assim dessa maneira cruel. Que os Anjos te recebam de braços abertos, e que dai de cima vc continue sempre a brilhar”, escreveu Lilianne Abrantes.

“Vamos sentir saudades”, publicou Ro Colussi.

Conforme o apurado, a professora pilotava uma motocicleta, Honda CGTitan, quando foi atingida pelo cavalo mecânico, Iveco Stralis 410, na rua Jonas Pereira de Souza, bairro Maria de Lourdes.

Testemunhas relataram que o condutor da carreta trafegava em alta velocidade em ruas da cidade não respeitando cruzamentos e sinalizações.

O Corpo de Bombeiros foi acionado porém a vítima não resistiu ao acidente e morreu no local antes da chegada do socorro. Após a colisão o motorista suspeito se evadiu do local e foi localizado por policiais escondido atrás de um sofá em sua residência.

Na delegacia o suspeito se recusou a fazer o teste do bafômetro, e teve o tacógrafo do cavalo mecânico recolhido pelos peritos para análise. Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e Peritos da Polícia Civil atenderam a ocorrência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here