Governo entrega 10ª escola reformada com mão de obra presidiária e aponta economia de R$ 7 milhões

Reinaldo destacou a oportunidade de ressocialização dos apenados do regime semiaberto

0

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) inaugurou, na tarde desta segunda-feira (8), a reforma da Escola Estadual Teotônio Vilela, no bairro Universitária II, em Campo Grande. Esta é a 10º escola a ser reformada com mão de obra presidiária, por meio do Programa Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade, que já rendeu economia de R$ 7 milhões aos cofres públicos.

Reinaldo Azambuja destacou que a ressocialização, que é um dos objetivos do programa, proporciona diminuição de custos para o estado. Ele lembrou que já são dez escolas reformadas por presos do regime semiaberto.

”Agora a gente pretende ampliar isso para outras cidades, diminuindo os custos e dando oportunidade de ressocialização”, explicou o tucano.

No caso da Teotônio Vilela, foram investidos 410 mil reais, sendo que somente R$ 97 mil saíram dos cofres públicos. Pelas normas do programa, a maior parte do dinheiro usado na obra vem do desconto de 10% no salário dos detentos.

Albino Coimbra Neto, juiz da 2ª Vara Criminal de Campo Grande e idealizador do programa, também destacou a economia para os cofres do estado com o projeto.

”É uma satisfação estar nesta que é a 10ª escola reformada através do projeto. O estado economiza muito, até porque o dinheiro usado para comprar os materiais é dos próprios presos”, apontou.

O magistrado se diz confiante na ideia do governador de expandir o projeto para outras cidades do estado.

Kits

O governador aproveitou a ocasião e fez a entrega dos primeiros lotes de uniformes escolares e kits de materiais esportivos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here