Em três meses, número de novos casos de sífilis quadruplica em cidade de MS

Neste ano, 34 homens e 21 mulheres contraíram a Infecção Sexualmente Transmissível

0

Entre os meses de abril e junho deste ano, o número de novos casos de sífilis quadruplicou em Três Lagoas, a 338 km de Campo Grande. O primeiro trimestre do ano fechou com 11 novos casos da doença na cidade. Entretanto, a partir de abril, o número disparou e a cidade registrou 44 novos casos de sífilis.

Com isso, o primeiro semestre do ano fechou com 55 novos casos da doença em Três Lagoas, conforme informações do Programa Municipal IST/Aids, obtidas pelo jornal local JP News. O município registrou uma média de nove casos por mês, ou seja, dois casos por semana. No ano passado, eram 102 pessoas em tratamento contra a sífilis no município.

Ainda segundo dados obtidos pelo JP News, a doença atinge principalmente os homens 25 e 29 anos, que são 23% dos pacientes. A faixa entre 30 e 34 anos também preocupa, com 18% dos casos.

Neste ano, 34 homens e 21 mulheres contraíram sífilis em Três Lagoas. Segundo o Ministério da Saúde, a sífilis é uma IST (Infecção Sexualmente Transmissível) curável e exclusiva do ser humano. Nos estágios primário e secundário da infecção, a possibilidade de transmissão é maior. A sífilis pode ser transmitida por relação sexual sem camisinha com uma pessoa infectada ou para a criança durante a gestação ou parto.

O tratamento feito nas unidades de saúde é com a penicilina benzatina (benzetacil). Esta é, até o momento, a principal e mais eficaz forma de combater a bactéria causadora da doença, afirma o Ministério da Saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here