Com vacinas em estoque em MS, campanhas contra febre amarela não terão reforço

0

Mato Grosso do Sul ainda não sofreu alterações de rotina de vacinação contra a febre amarela, mesmo com um possível caso de febre amarela que pode ter sido contraído em Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande. Segundo a SES (Secretaria Estadual de Saúde), a medida por enquanto é reforçar a necessidade de imunização para quem for viajar para outros estados endêmicos.

A SES trabalha com as últimas recomendações que o Ministério da Saúde passou no ano passado, quando aconteceram casos de febre amarela em Minas Gerais. Conforme informado, campanhas reforço ainda não serão recomendadas e os postos de saúde estão abastecidos, com vacinas em estoque.

Segundo informado, Mato Grosso do Sul não corre risco de surto ou epidemia, pois a vacinação contra a febre amarela já está incluída na rotina de vacinação da população, justamente por ser um estado propício à doença.

A única medida é reforçar comunicados para as pessoas que vão viajar para outros estados endêmicos, como os da região norte. Aqueles que são de estados não endêmicos e forem visitar o Mato Grosso do Sul, também devem receber a vacina.

Possível caso fatal – A morte de um homem de 56 anos no município de Santo André, no estado de São Paulo, pode ser atribuída à febre amarela. Como o local não possui casos e não é endêmico para a doença, familiares acreditam que, se o diagnóstico for confirmado, o homem possa ter contraído a doença em Dourados, onde passou as festas de final de ano. A SES já solicitou informações à secretaria municipal de saúde de Santo André, porém ainda não recebeu resposta. Por enquanto, o caso não está sendo contabilizado.

Midiamax

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here