Choque é acionado e governo reforça segurança em presídio de Dourados

Agepen diz que presos estão trancados, contrariando informações de servidores da PED de que detentos estariam fora das celas

0

O Batalhão de Choque da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul foi acionado para apoiar uma operação pente-fino na PED (Penitenciária Estadual e Dourados), onde servidores relatam presos amotinados nesta terça-feira (21). A Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) nega o motim e diz que a situação está controlada.

Em nota, a Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) informou que medidas estão sendo adotadas para reforçar a segurança da penitenciária e também das imediações.

A reportagem apurou que a tensão na PED chegou ao conhecimento do secretário de Segurança Pública Antonio Carlos Videira. Imediatamente o Choque foi acionado para se mobilizar. O deslocamento da tropa de Campo Grande para Dourados deve ocorrer entre a noite de hoje e a madrugada desta quarta-feira (22).

Fontes ouvidas revelam que a tensão começou quando os agentes descobriram um possível plano de fuga que incluiria a escavação de um túnel no bloco 4, onde ficam presos da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Os agentes tentaram entrar no bloco para checar a informação, mas teriam sido repelidos pelos presos. Usando pedras, facas artesanais e até água quente eles impediram a aproximação.

As fontes relataram que pelo menos 120 presos estariam no pátio, se negando a voltar para as celas. A Agepen negou e disse que todos estão trancados.

“A Agepen não confirma a informação de motim na Penitenciária Estadual de Dourados e destaca que a situação no local está sob controle no momento, com os internos trancados em suas celas. Por questões de segurança, não informamos a respeito de eventuais planos de fuga e/ou procedimentos adotados nestes casos”, afirmou a Agência, em nota.

Posteriormente, a reportagem apurou outra versão, de que os presos de fato voltaram para as celas, mas se negam a sair para permitir a revista. Por isso o Batalhão de Choque foi acionado para garantir a segurança dos agentes durante a vistoria que será feita para tentar descobrir se de fato um túnel estaria sendo escavado no presídio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here