Câmara Municipal de Nova Alvorada do Sul criará cargo para favorecimento pessoal da Presidência

0

A Presidência da Câmara Municipal de Nova Alvorada do Sul enviou projeto de lei para votação nos próximos dias, onde altera o nome de alguns cargos para que possa efetuar a contratação de assessores para favorecimento pessoal da presidência.

Conforme denuncia que chegou a nossa redação, algumas mudanças estratégicas estão sendo realizadas no quadro de servidores do legislativo para que surjam vagas para que se possa acomodar a contratação de alguns simpatizantes da presidência e alguns acordos possam serem cumpridos.

A mudança seria a alteração do cargo de assessor de comunicação, para assessor de comunicação da presidência e a contratação de um fotografo, esses cargos seriam preenchidos para o pagamento de favores políticos e pessoais e de exclusividade para a promoção pessoal da presidência da Câmara, o que seria proibido, pois é visto como promoção pessoal, a presidência exerce a função de administração e representação da câmara, algo que os demais vereadores não exercem, sendo proibida a promoção pessoal, como podemos notar no site da própria Câmara Municipal a figura do Presidente é enaltecida em todos os sentidos, ficando alguns vereadores sem terem citados seus nomes em nenhuma das matérias publicada. A presidência não necessita de um jornalista e um fotografo que lhe acompanhe diariamente em seus compromissos, isso não é do interesse público, a população não quer ver fotos e nome de presidente em materiais de promoção pessoal, a população deseja ver os vereadores realizando trabalhos em prol da população do município. Caso isso aconteça caberia ao Ministério Público Estadual denuncia visando cessar a utilização de recursos públicos para promoção pessoal.

Outro assunto que circulam pelos corredores da Câmara Municipal seria a demissão e a volta ao cargo de origem de alguns concursados e assessores que não compactuam com os mandos e desmandos da presidência.

No Diário Oficial da ultima segunda-feira (18) podemos constatar a demissão de um dos mais antigos assessores Legislativos, Sr. Milton Romanini, sendo servidor desde a emancipação do município e um dos redatores do estatuto dos servidores da Câmara Municipal, o mesmo também já foi vereador por 2 mandatos no município de Fátima do Sul, sendo que até a ultima sexta-feira sempre foi servidor exemplar, cumprindo com ética e competência seus trabalhos.

O mesmo foi demitido sem qualquer justificativa e no mesmo dia contratado outro servidor, vindo do município de Dourados. O que se pode notar é que para ocupar os principais cargos da Câmara Municipal, não basta somente a competência para a realização do serviço, conforme podemos acompanhar no diário oficial do município as nomeações dos cargos de Assessor Jurídico e Contador, foram preenchidos por pessoas que cuidam dos interesses pessoais da presidência há muitos anos, os mesmos estão deixando seus escritórios e empresas para cumprirem 40 horas semanais na Câmara Municipal em troca de salários nada compensadores, caso os mesmos estivesses desempenhando suas funções no âmbito privado.

A nova contratação do novo Assessor Legislativo foi publicada no diário oficial, o mesmo se trata de um advogado, possui escritório de advocacia na cidade de Dourados e ira trabalhar na Câmara Municipal de segunda a sexta cumprindo carga horária de 40hs semanais, por um salario liquido de aproximadamente R$ 3.800,00, valor esse que um único cliente poderia contratado em um dia qualquer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here