Bebê acordou após cinco dias em coma e sorriu para o pai

"Ele é um milagre vivo", diz a mãe. Michael tem um tumor no coração e sobreviveu a uma parada cardiorrespiratória

0

Quando Michael Labuschagne, de apenas 14 semanas de vida, acordou de um coma de cinco dias, tudo o que os pais esperavam era choro, mas o bebê olhou para o pai e sorriu, numa imagem emocionante que foi agora partilhada pela mãe.

“É um momento que vou guardar com todo o meu coração. Para ser franca, foi com certeza o momento mais feliz da minha vida. Ele é um milagre vivo, e nunca estivemos mais orgulhosos dele”, afirmou a mãe, a britânica Emma Labuschagne, à CNN, referindo-se ao momento em que o bebê acordou.

Os pais de Michael, Emma e Stuart, estão agora angariando fundos para poder pagar as despesas de tratamento do câncer do filho, que são muito caras. A história da criança é contada na página de financiamento coletivo GoFundMe, onde podem ser feitas doações.

Michael sofreu um parada cardiorrespiratória no dia 16 de março e parou de respirar, mas a sua situação foi revertida pelos paramédicos. No hospital, o bebê foi colocado em coma para proteger o seu cérebro de potenciais danos.

Depois de exames, os médicos apuraram que o bebê tem um câncer que bloqueia o fluxo sanguíneo para o coração. O tumor tem 5 centímetros, um tamanho muito grande em comparação com pequeno coração do menino.

A conta de hospital para as operações de que Michael precisa é de mais de 120 mil libras (138 mil euros), não contabilizando aqui as viagens, a recuperação e os dias de trabalho perdidos dos pais, sendo este o motivo pelo qual pedem ajuda. O coração de Michael funciona agora com um pacemaker e o bebê tem que tomar medicação quatro vezes por dia.

Os pais pediram esse valor na conta de financiamento coletivo mas o valor já ultrapassou o pedido, somando 182 mil libras (210 mil euros) até agora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here