Após 4 alarmes falsos, polícia descarta possibilidade de assassino de Rafael Miguel estar em MS

Segundo o delegado, equipes policiais foram até os locais denunciados, mas não encontraram nenhuma pista sobre o paradeiro do suspeito

0

Após vistoriar quatro locais, em três municípios, em busca do comerciante Paulo Cupertino Matias, 48 anos, a Polícia Civil de Mato Grosso do Sul descarta a possibilidade do suspeito de assassinar três pessoas em São Paulo estar escondido no Estado. Ele é acusado de matar o ator do SBT (Sistema Brasileiro de Televisão), Rafael Miguel, e os pais dele, João Alcisio Miguel, de 52, e Miriam Selma Miguel, de 50, no dia 9 de junho.

De acordo com o Delegado Geral da Polícia Civil, Marcelo Vargas Lopes, a polícia recebeu quatro informações diferentes e nenhuma delas levaram ao paradeiro do foragido. “Disseram que viram ele em Corumbá, depois em Ponta Porã, Campo Grande, todas elas em regiões urbanas. Tivemos quatro informações, equipes foram até os locais denunciados, mas nenhuma delas era verdadeira”.

Vargas afirma que a polícia descarta a possibilidade do suspeito estar no Estado, já que não foi visto em nenhuma região. Cupertino executou as três vítimas por não aceitar o relacionamento de Rafael com a filha, Isabela Tibcherani, de 18 anos. Os pais do ator acompanharam o casal até a casa de Isabela e foram surpreendidos pelo comerciante, que efetuou vários disparos contra a família.

Ele é procurado também em São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Espirito Santo e Paraná. A polícia divulga diversas imagens de Paulo, com possíveis disfarces e conta com a colaboração da população para prender o sujeito. Ele é considerado foragido desde 12 de junho, quando a Justiça expediu o mandado de prisão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here